HomeNotíciasNotícia selecionada
 NOTÍCIAS
Quando empresas e universidades se unem em prol dos resultados

O Brasil precisa que empresas e universidades se tornem parceiras de forma que os jovens sejam preparados para atender às necessidades do mundo dos negócios. O discurso não é novo, mas o gap criado entre o perfil dos alunos formados pelas universidades e dos profissionais procurados pelas empresas ainda é expressivo. Uma deficiência que se agrava num país que busca ser mais competitivo para atender à demanda do crescimento econômico.

Felizmente, existem algumas práticas interessantes nessa área, ainda que em número insuficiente. É para incentivar sua multiplicação e promover o debate sobre o papel de RH na interação entre empresas e instituições de ensino que a programação do CONARH ABRH 2012, segundo maior evento de gestão de pessoas do mundo, vai abrigar, em agosto, o inédito Fórum de Universidade.

"Vamos mostrar que essa parceria é possível e importantíssima, e, também, que o gestor de RH tem papel essencial nesse trabalho", avisa Raimundo Ramos, gerente executivo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Volkswagen do Brasil e coordenador do fórum.

Para tanto, será apresentada a experiência de sucesso vivenciada pela Embraco e Whirlpool Latin America com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que estabeleceram uma parceria de pesquisa. "Na universidade, foi montado um laboratório para estudos com o objetivo de buscar inovação e competitividade para a companhia. Quem desenvolve esse trabalho são os alunos de graduação e de pós-graduação, que, através da criação dos projetos, aprimoram o seu conhecimento e têm a oportunidade de aplicá-lo na prática", ressalta Ramos. O case será detalhado por Victor Juliano de Negri, coordenador do Laship – Laboratório de Sistemas Hidráulicos e Pneumáticos da UFSC, e Guilherme Marco de Lima, gestor corporativo de Relações Institucionais em Pesquisa e Desenvolvimento da Embraco e Whirlpool Latin America.

Outros exemplos de que essa aproximação pode se transformar em uma grata realidade serão apresentados por Luiz Rubião, sócio-fundador da Radix Engenharia e Tecnologia, empresa jovem – foi criada em 2010 –, que tem forte ligação com as principais universidades do país, e Ricardo Salomão, que atuou por mais de 35 anos na Petrobras e, de 2009 até este ano, ocupou a gerência geral da universidade corporativa da companhia – atualmente, ele é diretor do Grupo Cronus Consultoria.

"Temos grandes centros de excelência em educação, mas ainda existe defasagem na grade curricular das universidades em relação à realidade das empresas, daí a necessidade de que ambas sentem-se à mesa e, juntas, busquem uma grade que efetivamente agregue valor aos negócios. E isso é muito favorecido quando se estabelece um projeto de compartilhamento", avalia Ramos.

As empresas, ressalva ele, têm sim o papel de dar continuidade à formação de seus profissionais, o que pode ser feito por meio de cursos, treinamentos e outras atividades, no Brasil ou no exterior. Mas, anterior a isso, é preciso suprir esse gap. As soluções existem, são viáveis e demandam a participação efetiva de RH. Quem for ao CONARH, verá.



Para enviar esta notícia para um(a) amigo(a):
Clique aqui

Fonte: CONARH 2012
 Data: 11/06/2012

 

 


Voltar

 
Para membros da Comunidade
Learning & Performance Brasil
> Efetuar Login
> Cadastre-se
> Saiba mais
Curta a nossa página no facebook
Siga-nos no twitter

Organização
MicroPower

Promoção
Escola Virtual

e-learning for kids

ABES

ABRH - NACIONAL

ABRH - SP

ADVB

América Economia

bilheteria.com

FNQ - Fundação Nacional da Qualidade

GCSM - Global Council of Sales Marketing

The Winners - Prime Leaders Magazine

Copyright © 2016 - MicroPower®