HomeArtigosCultura de Alta Performance – Parte 7: Meritocracia
 ARTIGOS
Cultura de Alta Performance – Parte 7: Meritocracia

Para atingir elevados níveis de desempenho organizacional e humano, e assim apresentar o que chamamos de Cultura de Alta Performance, uma empresa precisa estar atenta a sete pontos fundamentais:

1) Liderança
2) Alinhamento aos Valores e à Cultura Organizacional
3) Objetivos bem definidos
4) Métricas e Indicadores bem definidos
5) Execução
6) Planejamento e Capacitação da Força de Trabalho
7) Meritocracia

Neste artigo abordaremos o sétimo ponto, a Meritocracia.

Por definição, meritocracia é um sistema no qual os mais aptos e capacitados são recompensados e/ou promovidos para posições de maior responsabilidade. Para que se estabeleça uma Cultura de Alta Performance em uma organização, é fundamental que se defina o que se espera de cada um, como vimos anteriormente, e, em um passo seguinte, avaliar o alcance das metas definidas em um processo eficaz de avaliação de desempenho.

Devemos lembrar que todo processo de avaliação gera temores e expectativas. É natural que, ao ampliarmos a freqüência das avaliações e dos controles para a implementação da Cultura de Alta Performance, esses temores e expectativas também se ampliem. Nesse estágio do processo é importante que sejam criados mecanismos que possibilitem incentivar aqueles que estão andando na direção desejada, e esforçando-se para cumprir os objetivos colocados . Estes incentivos podem vir nas mais diversas formas, sendo os monetários os mais utilizados. Além de utilizarmos incentivos desse tipo, devemos analisar os resultados das avaliações em busca daqueles colaborações que estejam despontando em suas funções, atingindo as metas estabelecidas e superando-as em alguns pontos.

Ao reconhecermos os colaboradores com melhor desempenho estaremos aplicando a meritocracia. Não podemos esquecer que as regras dos processos de estabelecimento das metas e de avaliação sejam claras e de conhecimento de todos, assim, teremos a aplicação de promoções, aumentos e outros incentivos apoiados por um processo transparente, o que evita as conhecidas percepções equivocadas de injustiça ou protecionismo que aparecem em muitas organizações.

Assim, deixando claro a todos os colaboradores que o bom desempenhos é recompensado, as organizações estabelecem um importante alicerce da Cultura de Alta Performance.


(*) Augusto Gaspar é Diretor da unidade de Professional Services da MicroPower e coordenador da coluna “Desenvolvendo Talentos” desta revista. Comentários e contribuições podem ser enviados para augusto.gaspar@micropower.com.br Twitter: augustofgaspar

Para enviar este artigo para um(a) amigo(a):
Clique aqui

Fonte: Augusto F. Gaspar
Autor: 
 Data: 25/11/2010

 

 


Voltar

 
Para membros da Comunidade
Learning & Performance Brasil
> Efetuar Login
> Cadastre-se
> Saiba mais
Curta a nossa página no facebook
Siga-nos no twitter

Organização
MicroPower

Promoção
Escola Virtual

e-learning for kids

ABES

ABRH - NACIONAL

ABRH - SP

ADVB

América Economia

bilheteria.com

FNQ - Fundação Nacional da Qualidade

GCSM - Global Council of Sales Marketing

Movimento Brasil Competitivo: MBC

Microsoft

The Winners - Prime Leaders Magazine

Copyright © 2016 - MicroPower®